Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Ainda bem longe do ideal, Atlético chega ao quinto jogo sem vitória

cap2-1-825x590

Atlético domina o Botafogo, mas cria poucas oportunidades e não consegue sair do empate na Arena da Baixada

Não foi uma das suas piores atuações, mas o Atlético voltou a tropeçar na Arena da Baixada e está agora há cinco jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro. Na noite desta quinta-feira (20), o time atleticano passou longe de ser brilhante, sobretudo coletivamente, e não saiu de um empate sem gols diante do Botafogo novamente diante do seu torcedor. O Furacão, com 17 pontos e na 16ª posição, para não correr o risco de entrar na zona de rebaixamento, terá que vencer a Ponte Preta, domingo, às 19h, novamente no Joaquim Américo.

Na estreia do técnico Fabiano Soares, o Atlético conseguiu fazer um bom primeiro tempo. O treinador, na sua apresentação, prometeu o Furacão com domínio e propondo o jogo. Foi isso que o time atleticano buscou fazer desde o início. O Rubro-Negro, diante de um Botafogo bastante recuado, conseguia criar seus principais lances de perigo pelo lado esquerdo, sempre com Sidcley e Nikão.

Foi assim que quase surgiu o primeiro gol logo nos primeiros minutos, mas no cruzamento de Sidcley, Pablo cabeceou e Jefferson fez grande defesa. O time carioca, totalmente recuado, veio à Curitiba para jogar por uma bola. E quase abriu o placar aos 10 minutos. Depois da jogada de Rodrigo Pimpão, Matheus Fernandes chutou com perigo.

O Atlético seguiu com mais posse de bola e dominando a partida. Só que o Botafogo, aos poucos, acertou sua marcação. O Furacão seguiu forte pelo lado esquerdo e, aos 23 minutos, Sidcley tabelou com Pablo e chutou com perigo. Do lado direito, o time atleticano tinha mais dificuldades e perdeu ainda mais a sua força quando Jonathan saiu machucado. O time rubro-negro até tentou o primeiro gol, mas parou na boa postura defensiva da equipe carioca.

O jogo não mudou no segundo tempo. O Atlético seguiu propondo a partida, mas não tinha organização ofensiva capaz para criar grandes chances de marcar. O Furacão, então, insistia nas bolas aéreas e que eram bem controlas pelo time carioca. Quando o meia Guilherme entrou na vaga de Eduardo Henrique, machucado, o time rubro-negro aumentou seu poder de criação. Mas quem quase marcou foi o Botafogo. Em contra-ataque rápido, Rodrigo Pimpão serviu Matheus Fernandes, que mandou por cima.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro!

Depois de jogar retrancado durante toda a partida, o Botafogo se soltou um pouco mais nos 15 minutos finais de partida. Muito também pela postura mais agressiva do Furacão. O time carioca, então, quase marcou com Guilherme, depois da jogada de Bruno Silva. O Atlético respondeu na sequência, mas Ederson, depois do rebote de Jefferson, desperdiçou a chance de marcar.

A situação do Atlético ficou um pouco melhor aos 39 minutos, quando Emerson parou o contra-ataque do Furacão, tomou o segundo amarelo e foi expulso. Com um homem a mais, o time atleticano foi com tudo paracima dos cariocas, mas seguiu sem criatividade. Restou, então, jogar a bola na área e torcer pela falha da eficiente defesa botafoguense.

Mesmo com um jogador a mais, o Rubro-Negro quase tomou o gol aos 47 minutos. Guilherme puxou contra-ataque, passou por Paulo André e chutou com muito perigo. Na base do abafa, o Atlético foi para o tudo ou nada. Otávio ainda arriscou de fora da área, mas não foi suficiente para evitar o empate em casa diante do Botafogo.

Fonte: Paranaonline

Foto: Marcelo Andrade

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook

Os Gols do Seu Time

Os Gols do Seu Time

Menu

RSS Mundo da Musica

RSS Futebol 2017

Redes sociais